Brazilian Historic Gardens

 

Imagens que contam histórias de ausências

Durante a ditadura Argentina (1976-1983) cerca de 30.000 pessoas desapareceram. Para refletir sobre a perda das famílias, o fotógrafo argentino Gustavo Germano lançou, em 2008, a mostra Ausências. A mostra traz imagens, de um lado, de cerca de 30 anos atrás, com as vítimas, familiares e amigos e, ao lado desta, uma imagem recente, no mesmo local da imagem anterior, sem a vítima. Germano nasceu em Entre Rios, na Argentina e teve um irmão desaparecido durante a Ditadura Militar argentina. A terceira imagem (abaixo), de cima para baixo, mostra o próprio fotógrafo e seus irmãos. Na imagem recente, a falta de um deles. Radicado em Barcelona, o fotógrafo voltou 30 anos depois à sua cidade natal e foi lá que registrou a ausência dos muitos argentinos anônimos e de seus amigos e familiares. 

Ausencias traz uma série fotográfica com reflexão acerca do passar dos anos, principalmente para aqueles que ficaram esperando o retorno dos seus entes queridos. 

Tive contato com esta pesquisa do fotógrafo Gustavo Germano no 5º Seminário Internacional em Memória e Patrimônio, que aconteceu em Pelotas – RS, em outubro de 2011. Foi a primeira vez que vi uma platéia se emocionar durante uma apresentação em Congresso. Na apresentação, o fotógrafo contou as histórias de vida de cada família que teve seus desaparecidos registrados em imagens e o que cada um estava fazendo quando desapareceu. 

Vídeos acompanharam a exposição mostrando os bastidores da recriação de cada imagem. De posse de uma fotografia antiga, obviamente anterior ao desaparecimento da vítima, o desafio era refazer a imagem dos sobreviventes no mesmo lugar, com 30 anos de diferença. A emoção dos familiares e amigos foi intensa, principalmente das mães que nunca viram seus filhos voltarem para casa e nem mesmo puderam enterrá-los. 

 

Neste site vêem-se todas as 17 imagens.

Neste outro, o vídeo mostrando a recriação das imagens e os nomes das vítimas. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*